Adalbéron de Laon e as três ordens medievais

Estudamos que a sociedade medieval esteve dividida em três estamentos ou ordens: os que oravam, os que lutavam e os que trabalhavam. Esta organização, segundo os estudiosos, parece ter-se cristalizado através da colaboração da Igreja Católica. Esta instituição foi uma das principais responsáveis por elaborar ideologias que predominaram por boa parte do período medieval. Isto é, por construir a imagem que a sociedade deveria ter de si própria.

Muitos historiadores retomam alguns escritos do bispo católico Adalbéron de Laon (veja sua biografia) para explicar as 3 ordens que predominaram na sociedade medieval. Leia abaixo:

” O domínio da fé é uno, mas há um triplo estatuto na Ordem. A lei humana impõe duas condições: o nobre e o servo não estão submetidos ao mesmo regime. Os guerreiros são protetores das igrejas. Eles defendem os poderosos e os fracos, protegem todo mundo, inclusive a si próprios.  Os servos, por sua vez, têm outra condição. Esta raça de infelizes não tem nada sem sofrimento. Fornecer a todos alimentos e vestimenta: eis a função do servo. A casa de Deus, que parece una, é portanto tripla: uns rezam, outros combatem e outros trabalham. Todos os três formam um conjunto e não se separam: a obra de uns permite o trabalho dos outros dois e cada qual por sua vez presta seu apoio aos outros.” 

(IN FRANCO JR, Hilário. História da Idade Média, o nascimento do Ocidente.São Paulo: Brasiliense, 2006. p. 89. )