O que é Tuberculose?

Pesquisa sobre doenças comuns na Europa Medieval e que atingiu outras partes do mundo em diferentes períodos. A pesquisa foi realizada no contexto do ensino sobre Peste Negra aos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. O resultado da pesquisa deveria ser entregue em ppt. O trabalho foi realizado pelas alunas Andreza e Marcella, da turma 1701. O trabalho não atendeu plenamente ao que foi pedido, mas percebe-se que houve dedicação das alunas.

O que é Varíola?

Pesquisa sobre doenças comuns na Europa Medieval e que atingiu outras partes do mundo em diferentes períodos. A pesquisa foi realizada no contexto do ensino sobre Peste Negra aos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. O resultado da pesquisa deveria ser entregue em ppt. O trabalho foi realizado pelas alunas Kailane e Adriane, da turma 1701.

Peste Bubônica ou Peste Negra

Pesquisa sobre doenças comuns na Europa Medieval e que atingiu outras partes do mundo em diferentes períodos. A pesquisa foi realizada no contexto do ensino sobre Peste Negra aos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro. O resultado da pesquisa deveria ser entregue em ppt. Aqui está o resultado da pesquisa realizado pelo 1º grupo de alunos da turma 1701.

Não é necessário cartolina, papel almaço. Se ensinarmos, eles conseguem fazer, sim.

Exercícios de Avaliação – 1º Bimestre

Questão 1: Sobre o Império Romano, leia e responda:

O Império Romano foi um dos grandes Impérios do Mundo Antigo. Ele surgiu na Península Itálica, na cidade-estado de Roma e, por volta do ano 100, conquistou parte da Europa, o norte da África e a região do Oriente Médio, na Ásia. Contudo, após a Pax Romana, período de desenvolvimento e harmonia, considerado o auge do Império, teve início o seu declínio. Como vemos no mapa, o Império era muito extenso e mantê-lo protegido ficou muito caro, pois era necessário ume exército numeroso e bem preparado, uma poderosa administração pública, além de uma boa infraestrutura constituída de estradas, muros de proteção. A sustentação do Império era garantida pelos os saques às riquezas de outros povos, a cobrança de tributos e o trabalho escravo alcançado com as conquistas territoriais. Mas não era fácil. Havia grandes dificuldades para enfrentar as revoltas e tentativas de emancipação dos povos conquistados. E com o passar do tempo a arrecadação de impostos diminuiu, o que dificultava o pagamento do Exército.

  1. Explique por que o Império Romano entrou em crise:

 

 

  1. Identifique uma solução encontrada para resolver o problema da segurança das fronteiras do Império:

 

 

Questão 2: Marque V para Verdadeiro e F para falso sobre os povos germanos:

(  ) Economia amonetária e natural    (  ) Caça, pesca, saque, pastoreio, agricultura rudimentar;

(  ) Propriedade privada da terra        (  ) Dividiam-se em tribos  (  ) Sociedade ágrafa (sem escrita).

 

Questão 3: Explique por que os povos germânicos eram chamados de bárbaros pelos romanos: 

 

 

Questão 4: Marque um X para a frase que NÃO representa uma consequência das invasões germânicas: 

  1. Aumento dos impostos para pagar os soldos dos mercenários
  2. Empréstimos para pagar o soldo dos germânicos
  3. Fome e epidemias
  4. Aumento da mortalidade.

Questão 5: Marque um X para a frase que NÃO explica a formação da Europa Feudal: 

  1. Esvaziamento das cidades
  2. Aumento da circulação de moedas
  3. Ruralização
  4. Colonato

Questão 6: Complete corretamente as frases abaixo com as palavras abaixo: 

RURALIZAÇÃO – COLONATO – COMITATUS – SUSERANIA E VASSALAGEM – HOMENAGEM E INVESTIDURA

  1. Os jovens guerreiros formavam um bando comandado por um chefe ao qual prestavam juramento de fidelidade. Esse bando era chamado de _________________________________.
  2. _________________________ é a relação em que o colono era um trabalhador que cultivava um lote de terra do proprietário e, como pagamento pelo uso do lote, entregava a ele parte da colheita.
  3. _____________________________________ é a relação que consistia em um nobre (na maior parte das vezes, o rei) doar feudos a outro nobre em troca de auxílio militar, apoio e doação de terras.
  4. __________________________________ é a cerimônia em que suserano e vassalo tornavam-se aliados.
  5. ________________________________________ foi a fuga da população das cidades para o campo em busca de proteção militar e abrigo.

 

Anne Frank teria morrido antes do que se pensava

Anne Frank morreu um mês antes do que se pensava, diz pesquisa

Famosa pelo diário que virou livro, judia teria falecido em fevereiro de 1945, no campo de concentração de Bergen-Belsen

POR O GLOBO


Anne Frank em foto tirada antes da jovem se esconder da perseguição nazista: morte por tifo em campo de concentração
Foto: Reprodução
Anne Frank em foto tirada antes da jovem se esconder da perseguição nazista: morte por tifo em campo de concentração – Reprodução

RIO – Anne Frank, a jovem judia alemã que ficou famosa pelo diário escrito enquanto se escondia da perseguição nazista, publicado postumamente, provavelmente morreu antes do que se pensava, disseram esta semana pesquisadores da Casa de Anne Frank, museu em Amsterdã instalado no prédio onde seu pai, Otto, trabalhava e ela e sua família teriam passado dois anos escondidos em um anexo secreto até serem capturados. De acordo com documentos analisados pelos pesquisadores, Anne e sua irmã, Margot Frank, teriam falecido de tifo no campo de concentração de Bergen-Belsen, na Alemanha, ainda em fevereiro de 1945, pelo menos um mês antes da data oficial de sua morte determinada pelas autoridades holandesas na época, 31 de março de 1945, que acaba de completar 70 anos.

Segundo comunicado emitido pela Casa de Anne Frank, testemunhas lembram terem visto a jovem, então com 15 anos, e sua irmã em Bergen-Belsen, mas novas análises das histórias dos sobreviventes não encontraram nenhuma citação sobre as duas depois de 7 de fevereiro de 1945. Colega de escola de Anne e também prisioneira no campo de concentração, Nanette Blitz lembrou ter reencontrado a amiga em dezembro de 1944 já em péssimas condições.

“Ela não era mais que um esqueleto então. Ela estava envolvida por um cobertor e já não suportava vestir suas roupas porque elas estavam cheias de piolhos”, relatou Blitz.

Várias testemunhas contaram que Anne e Margot já apresentavam sintomas de tifo antes de 7 de fevereiro de 1945. A doença, transmitida por piolhos, normalmente leva à morte em 12 dias, mas dado o estado enfraquecido de Anne, é improvável que ela ou a irmã tenham sobrevivido até o fim de março, concluíram os pesquisadores da Casa de Anne Frank.

A morte de Anne e da irmã é apenas uma das muitas tragédias do Holocausto, política genocida nazista que ceifou a vida de milhões de judeus, ciganos e homossexuais, principalmente, durante a Segunda Guerra Mundial. Segundo levantamento da Casa de Anne Frank, só no campo de Bergen-Belsen o tifo e a fome matavam cerca de mil pessoas diariamente até a libertação do local por tropas britânicas em 15 de abril de 1945.

Fonte: Jornal O Globo